Contra Fatos, Não Há Argumentos

cabecalho-do-post-blog-do-flamenguista-44

Kibei o testo abaixo, do Mengão Fuderosão, que por sua vez, pegou do Daniel Gadioli, nos comentários do Urublog.

É extremamente bem elaborado e merece ser saboreado, com o máximo de atenção.

FILHO – Pai, por que o senhor sempre diz que eu tenho que ser Vasco e não posso ser flamenguista?

PAI – Porque o Flamengo é time de “preto” (sic) e favelado. E você quer ser chamado de favelado?

FILHO – Mas e o Martinho da Vila, o Dicró e o Jamelão?

PAI – O que têm eles, filho?

FILHO – Ora, pai, eles são pretos, moram em favela e são vascaínos! Que racismo é esse? O senhor sabia que a torcida do Flamengo é a maior do mundo?

PAI – Jamelão, Dicró e Martinho da Vila são vascaínos sim, meu filho, às vezes acontece. É um caso à parte. Mas a torcida do Flamengo só é a maior do mundo porque a maioria da população mundial é analfabeta de pai e mãe.

FILHO – Então isso explica Pai.

PAI – Explica o que, meu filho?

FILHO – Ora, a população mundial gira em torno de 6 bilhões de pessoas e se a maioria da população mundial é analfabeta, isso explica o porquê de somente 35 milhões de pessoas torcerem para o Flamengo. E depois, pai, o senhor sabia que Portugal é tido como a escória da Europa? Sabia que a torcida do Vasco é composta pelo Lúmpen proletariado português?

PAI – Lúmpen… O que, filho? Como você fala difícil..!

FILHO – Lúmpen proletariado, pai, é a descrição técnica que os sociólogos fazem para designar à primeira instância os meliantes, os mendigos, as cafetinas de bordéis, os donos de padaria, as prostitutas, os menores abandonados, os paneleiros (homossexuais em Portugal) e os donos de botequins. Já reparou que a maioria dos donos de botequins são portugueses?

PAI – Já, e o que tem isso?

FILHO – Significa que essa classe social marginalizada era deportada de Portugal em navios e vinha para o Brasil. Daí formou-se o conjunto de favelas na periferia do Palácio da Família Real, em São Cristóvão, hoje a Quinta da Boa Vista. E como bons patrícios que são, só poderiam torcer por um time fundado por lusitanos, ou seja, pelo Vasco. Conhece Literatura, Pai? Leia O CORTIÇO e entenderá a origem da Favela Barreira do Vasco, e de outras favelas e cortiços ao redor de São Januário.

PAI – Tá, filhão, tudo bem, não é só na torcida do Flamengo que têm favelados, a torcida deles é maior que a nossa, vai muito mais ao estádio. E daí? Isso não ganha jogo.

FILHO – Mas, então por que nos confrontos diretos o placar está em 125 vitórias do Flamengo contra 112 do Vasco? Isso sem falar que eu tenho 12 anos e NUNCA vi o Vasco ser campeão, em cima do Flamengo. Dizem que a última vez que isso aconteceu foi em 1988, o Romário tinha cabelos grandes e tinha feito apenas 4 gols na carreira: 3 de pênaltis e um na banheira. Se agora ele já tem mais de mil gols, deduzo que já passou tempo pra dedéu…

PAI – Porra, filho! Isso é porque eles deram muita sorte contra a gente. Não mereciam ganhar metade desses jogos decisivos. O que importa é que temos um estádio e eles nem estádio têm.

FILHO – É, mas eu fiquei sabendo que a sede do Flamengo está localizada logo na Av. Borges de Medeiros com Lagoa Rodrigo de Freitas, a quadra MAIS CARA DA CIDADE. Enquanto a sede do Vasco fica cercada por um monte de favelas e não bastasse isso, foi penhorada porque os vascaínos não pagaram o IPTU.

PAI – Não irrita porra! O Vasco não paga IPTU porque a sede fica localizada em ÁREA DE RISCO extremo, ou seja, em FAVELAS, e tem uma cláusula na lei municipal dizendo que empreendimento em área de risco não paga IPTU.

FILHO – Poxa pai! Quer dizer que a sede do Vasco foi construída numa invasão de favelas? Não tem escrituras e é terreno de posse? E como é posse não paga IPTU?

PAI – Porra, moleque, o que é isso? Resolveu pegar no meu pé agora? A sede do Flamengo foi construída num terreno doado pela prefeitura, nem partidas de futebol podem jogar lá…

FILHO – Mas se a prefeitura doou, deu com escritura e tudo. E se tem escritura, é do clube, jogando partidas de futebol, ou não. Aliás, isso nada tem a ver, porque o Milan e a Internazionale de Milão também não têm estádio e jogam no estádio do governo. E olha que eles são dois grandes times da Europa. Então o que tem o time de maior torcida do mundo, pentacampeão brasileiro, jogar no maior estádio do mundo, o Maracanã?

PAI – Filho, não se iluda. Você sabia que a CBF, entidade máxima em assuntos de futebol desse país, não reconhece o título Brasileiro de 87 do Flamengo? Para ela o Campeão de 87 foi o Sport. Então o Flamengo não tem 5 títulos brasileiros mas só 4 títulos, igual ao Vasco e Palmeiras.

FILHO – Mas pai, se a CBF não quis organizar o Campeonato Brasileiro em 1987, deixando a elaboração do torneio a cargo do clube dos 13, como é que ela pode depois dizer que o Flamengo não foi campeão de um campeonato que ela NÃO ORGANIZOU? Pior ainda, como é que ela pode declarar o Sport, time que estava na segunda divisão, como campeão de um campeonato que ela SEQUER PROMOVEU, porque se NEGOU a organizar, em retaliação ao recém-formado Clube dos treze? Explica isso, pai?

PAI – Não interessa! O que interessa que a CBF não reconhece.

FILHO – A mesma coisa aconteceu com o Vasco em 2000. Se naquele ano a CBF foi proibida pela FIFA de organizar um campeonato brasileiro para que fossem feitas as investigações sobre as irregularidades na instituição, como é que o Vasco pode ser campeão brasileiro em 2000, um ano que não teve campeonato brasileiro e sim um torneio João Havelange, elaborado para que os clubes não ficassem parados? Seguindo a lógica, pai, o Vasco também não é tetracampeão porque em 2000 não teve campeonato brasileiro. É tricampeão, que nem o Internacional.

PAI – #@$%!&*%, filho. Isso não importa! O que importa é que fomos campeões no ano do centenário.

FILHO – No ano do centenário do Vasco, a escola de samba que homenageou o clube, foi rebaixada. O Vasco só foi campeão carioca por causa das armações da dupla Eurico e Caixa d´àgua e pelo fato dos demais clubes se recusarem a jogar o campeonato armado para o Vasco ganhar. A Libertadores que o Vasco ganhou mais parecia o campeonato paraguaio, pai. O Vasco disputou a decisão contra um Barcelona falsificado, que não é do Paraguai, mas do Equador. Vê se pode? Por fim, perdeu o Mundial por causa de um Real (Madri) e o sonho de se igualar ao Flamengo e ser campeão do mundo no ano do centenário acabou.

PAI – Cê tá de sacanagem, né, filho?! Que conversa é essa? Aquele mundial do Flamengo não vale nada. Você nunca viu na escola que o mundo tem 5 continentes: América, Ásia, Oceania, Europa e África? Se a final era entre um time da América do Sul contra um europeu, pode ser chamado de mundial? 1 continente e ½ é mundo, filho? Mundial de verdade foi o promovido pela FIFA em 2000.

FILHO – É pai, mas a Geografia do futebol é diferente. O Senhor sabe quem é o campeão da Oceania? E o Campeão do Sri Lanka? Por que nenhum jogador de futebol quer jogar na Groelândia, por exemplo? E nos EUA, o futebol é para as mulheres. Como é que se pode organizar um Mundial com timecos sem expressão, que só iriam dar mais despesas? No Mundo do futebol, pai, 1 continente e ½ é mundo, sim. Todo mundo quer jogar na América ou na Europa, porque os melhores times do planeta estão lá. E depois, pai, se a FIFA existe há mais de 60 anos, por que só agora ela resolve intervir e reinventar o mundial, que já existia? Quer dizer que o Santos de Pelé, nunca foi campeão mundial, só porque a FIFA não organizou os campeonatos de 1962 e 1963? E que mundial é esse de 2000? Pelo que sei, um Campeonato Mundial tem que ser feito com os melhores times do mundo. No “Mundial” (sic) da FIFA em 2000 tinha algum time de expressão? O Barcelona disputou pai?

PAI – Não, filho.

FILHO – O Milan, a Juventus e a Internazionale, disputaram?

PAI – Não, filho. Eles não disputaram.

FILHO – O Atletico de Madri e o Chelsea disputaram, não foi, pai?

PAI (P… da vida) – Não, porra! O Barcelona, o Atletico de Madri e o Chelsea NÃO disputaram o Mundial.

FILHO – Pô, pai, assim ta difícil. Mas vamos tentar novamente: O Liverpool, o Boca Jr, o River Plate, o Arsenal, a Roma, a Lazio, O PSV, o Bayern de Munique, o Paris Saint Germaint, o Lion, o Borússia e o Olynpique de Marseille devem ter disputado esse “mundial” (sic) da FIFA em 2000, não foi, pai?

PAI (Mais P… ainda!) – Não porra! Puta que paril, moleque! Nenhum desses times disputou porra de mundial nenhum! Satisfeito, agora?

FILHO – Mas então… Quais times disputaram esse “mundial” da FIFA?

PAI – Tinha o Al Nasser , o Necaxa…

FILHO – Que times são esses, pai? Um parece nome de terrorista e o outro nome de xarope. Só não parecem times de futebol.

PAI – Sãos os campeões da Arábia e da América do Norte, filho. E depois tinha o Manchester e o Real Madri. Tá vendo, filhão, tinha time de expressão no “mundial” (sic) da FIFA.

FILHO – É pai, mas eu fiquei sabendo que o Manchester e o Real Madri mandaram TIMES RESERVAS, para jogar esse torneio da FIFA porque eles não consideravam aquilo um Mundial, é verdade, pai?

PAI – É, porra!

FILHO – E no jogo contra a Manchester Eurico Miranda manipulou o horário do jogo e consegui que ele fosse realizado às 14:00 hs no calor de Janeiro e em pleno horário de verão em atividade, o que equivaleria ao sol das 13:00 hs. Imagina os gringos, acostumados a temperaturas de zero graus, jogando debaixo de um sol de 40? E o pior: com camisas de mangas compridas, já que o uniforme dos caras foi roubado, dentro do vestiário do Maracanã, é verdade pai?

PAI(Muito puto!) – é verdade, cacete, mas isso faz parte do jogo, moleque. Se não fosse isso, não ganharíamos o jogo e o que importa é que chegamos à decisão, contra o Corinthians.

FILHO – Corinthians, pai? Time de segunda divisão? Pô pai, então quer dizer que só tinha baba nesse “mundial” (sic) da FIFA e mesmo assim o Vasco perdeu?

PAI – Perdeu. Perdeu o mundial da FIFA 2000 e o do Japão em 1998. Mas esse não vale nada.

FILHO – Como não vale nada, pai? Se o Vasco ganhasse o senhor diria que era campeão do mundo. Perdeu, agora diz que o torneio não vale nada. Isso é recalque! Meus colegas na escola disseram que a Dercy Gonçalves viu 2 guerras mundiais, viu 3 Papas, viu o homem pisar na lua, viu o futebol ‘nascer’, viu o Brasil 5 vezes campeão mundial, viu todas as Copas, viu o surgimento, as mortes e quase a cura da Aids, viu a queda do Muro de Berlim, o fim do Comunismo e da URSS, mas… Não viu o Vasco campeão do Mundo!

PAI – Não interessa! Ganhar do Flamengo vale mais do que ser campeão mundial.

FILHO – Há quanto tempo o Vasco não ganha do Flamengo pai? Dizem que já tem mais de dois anos, é verdade, pai?

PAI – Não sei moleque. Pára de fazer pergunta cretina!

FILHO – E tem mais, pai. Enquanto o Flamengo briga pelo título brasileiro, o Vasco está brigando para não ser rebaixado.

PAI – Cê ta falando sério? Flamengo é cavalo paraguaio, filho. É igual a balão japonês: subiu, subiu, subiu… E agora ta descendo, descendo…

FILHO – Mas pai, o Flamengo pode cair na tabela porque está lá em cima. O Vasco, que está lá embaixo, no fundo do poço, só cai em dezembro.

PAI – #@$%!&*%, moleque! O que é isso? Resolveu pegar no meu pé agora?

FILHO – Claro que não, Pai. Não importa. Mas me responda uma coisa: é verdade que o Vasco perdeu esse “mundial”(sic) da FIFA dentro do Maracanã, para um time de segunda divisão?

PAI – Perdeu nos pênaltis, filho! O Edmundo isolou a bola!

FILHO – Mas pai, o Edmundo não é um craque, como é que perdeu o pênalti?

PAI – Acontece, filho. Mas o Edmundo é matador!

FILHO – Isso é verdade! Num carro só ele matou mais de seis naquele acidente lá na Barra…

PAI – Ah, seu filho da p…! Cê ta me tirando, é?

FILHO – Eu, pai? Longe de mim tal coisa! Mas me responde outra coisa: É verdade que em 1983 o Vasco foi rebaixado no campeonato brasileiro? Pode me explicar isso?

PAI (Puto da vida) – Porra moleque, assim não dá! Em 1983 o Vasco chegou em 9º lugar no campeonato carioca e somente os 8 primeiros colocados disputariam a série A do campeonato brasileiro. Mas a CBF deu um “jeitinho” e colocou o Vasco novamente na série A.

FILHO – Então, pai, o Vasco está disputando o Brasileiro como penetra igual ao Fluminense, desde 1983 até hoje?

PAI (Mais puto ainda) – O time ainda estava em formação, filho! E depois a CBF modificou o regulamento, ou seja, o que valia no início, não valeu no final.

FILHO – Igualzinho ao Campeonato Brasileiro de 1987, quando a CBF se negou a organizar o torneio e depois no meio da competição, inventou de fazer cruzamentos dos times da primeira divisão com os da segunda e agora ficam falando que o Flamengo não é o campeão, só porque não quis enfrentar aqueles timecos de segunda divisão?

PAI (Contando até dez) – É, filho! É! Mas o Flamengo quase foi rebaixado, por quatro anos seguidos. Só não caiu, porque é um time de macumbeiros. Vê só a cor da camisa deles e vê se não parece com pano de macumba? Já a camisa do Vasco parece uma batina de Padre, tem até cruz!

FILHO – Pode até ser, pai, mas toda vez que tem jogo em São Januário, o massagista do Vasco, Pai Santana, aparece arriando um despacho. Faz macumba pro Vasco ganhar e ultimamente a macumba está fraca porque a única coisa que o Vasco está ganhando é goleada. Outra coisa, pai, nem todo mundo que veste vermelho e preto são macumbeiros. Os Cardeais e Arcebispos, por exemplo, veste vermelho e preto. E na hierarquia da Igreja, Cardeal e Arcebispo, estão num patamar bem acima de Padre, da mesma forma que o Flamengo está bem acima do Vasco. Não me leve a mal, pai, mas o uniforme do Vasco é ridículo. Aliás, todos os dois uniformes: um branco com listras pretas, que mais parecem um cinto de segurança e outro preto com listras brancas, parecendo um gambá.

PAI – Porra moleque, não irrita!

FILHO – Tá bom pai! Esquece… Mas eu queria saber mais uma coisa: Quem era melhor? Roberto Dinamite ou Zico?

PAI – Que pergunta idiota, filho! Claro que foi Roberto! O Zico era jogador de clube, só jogava no Maracanã, nunca ganhou nada pela seleção e ainda perdeu um pênalti que tirou o Brasil da Copa de 86.

FILHO – E o Roberto Dinamite, pai? Ganhou alguma coisa pela seleção?

PAI – Não, nada. Roberto só foi a uma copa e mesmo assim como reserva.

FILHO – E ainda por cima jogou em times medíocres como Portuguesa – SP e Campo Grande – RJ, foi torcedor do Botafogo quando criança e foi expulso das tribunas de São Januário pelo próprio presidente do Vasco. Ele era tão bom assim? Como jogador, disseram que o viram dar volta olímpica com caravela de papel ao invés de taça. É verdade, pai?

PAI – Isso foi em 1990, quando o Botafogo foi campeão. Perdemos o jogo e Eurico quis mudar o regulamento, para beneficiar o Vasco. Por isso ordenou que os jogadores comemorassem o suposto título. Como não tinha taça, que já estava com os jogadores do Botafogo, Roberto improvisou uma volta olímpica com um barquinho de papel, pego das mãos de um torcedor na geral do maracanã. Mas isso já faz muito tempo. E vamos parar com essas perguntas cretinas, já está me irritando.

FILHO – Tá bom, pai, vamos falar de grandes personalidades do mundo, afinal estou vendo que o senhor já está ficando estressado. O Jornalista Roberto Marinho, dono das Organizações Globo e formador de opiniões neste Brasil, era vascaíno, né, pai?

PAI – Não! Flamenguista.

FILHO – Tudo bem, mas o jogador que é tido entre os maiores ídolos do volei brasileiro, Nalbert, esse era campeão, tinha que ser vascaíno, não é mesmo?

PAI – Não! Flamenguista.

FILHO – Beleza, Pai. Não estressa! Vamos sair do esporte. O Ministro da Cultura, Gilberto Gil, esse sim é vascaíno, não é?

PAI – Não! Flamenguista.

FILHO – #@$%!&*%, pai. Tá ficando difícil. Vamos mudar de novo. A Rainha dos baixinhos, Xuxa. É bonita, tem dinheiro, é branca, não mora em favela, tem olhos azuis… Essa só pode ser vascaína.

PAI – Não! Flamenguista

FILHO – E o Ministro esse sim, era vascaíno, hein, Pai?

PAI – Não! Flamenguista também.

FILHO – Caramba, pai! Assim não tem jeito. Vamos mudar, então. Vamos falar das personalidades. O Vocalista do Guns and Roses vestiu a camisa do Vasco quando veio ao Rock and Rio?

PAI – Não! A do Flamengo.

FILHO – E a bandeira que o Papa João Paulo II carregou no Papa móvel quando esteve no Brasil em 1997 era do Vasco, não era pai?

PAI – Não! Era do Flamengo também.

FILHO – Tá de sacanagem, né, Pai?! Ninguém importante é vascaino?

PAI – Claro que sim… Tem sim. Aquele… a grande, a internacionalmente conhecida Isabelita dos patins, tem o Clodovil, tem o … o… Chegaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, moleque! Assim não dá! O que mais você quer saber? Já cansei dessas perguntas irritantes.

FILHO – Tá bom, Pai, acho que exagerei. Vamos fazer o seguinte, me leva pra São Januário, vamos ver um jogo do Vascão da Gama.

PAI – Não dá!

FILHO – Por que, pai?

PAI – Porque não temos carro.

FILHO – Tudo bem vamos de metrô!

PAI – Não passa lá.

FILHO – Tá, então vamos de ônibus.

PAI – Só pegando dois e ainda corremos o risco de não ter pra volta por causa do horário e dos tiroteios na favela. Um jogador do time de juvenil do Vasco levou um tiro de raspão, só de olhar na janela da concentração, filho. É perigoso!

FILHO – Caramba, Pai. De que vale ter um estádio se a gente não pode ir pra lá numa quarta-feira à noite? O Maracanã é alugado pelo governo, mas a torcida do Flamengo pode ir. Será que é por isso que toda quarta-feira eles jogam pra 30, 50 mil pessoas, enquanto o Vasco joga pra 3 mil gatos pingados?

PAI(Respira fundo e conta até dez)

FILHO – Calma, paizinho, não fique nervoso. Sempre somos melhores em alguma coisa. Pelo menos somos chamados de bacalhau, enquanto eles são chamados de urubus. Bacalhau é um bicho forte, valente, perigoso, voraz, não é pai?

PAI(Chorando) Nããããooo, seu desgraçado! Não é! É um peixe que se degustam arrancando a cabeça e comendo o rabo. Tá satisfeito agora, seu bobo?!

FILHO – Chega, Pai! Assim não dá. Eles tem mais torcida, enchem dez maracanãs, tem mais vitórias em cima da gente, ganham todas as decisões contra a gente, tem mais torcedores ilustres, jogam em um estádio bem localizado, tem apelido macho, enquanto somos chamados de bacalhaus, dão mais audiência na TV e o senhor ainda quer que eu seja vascaíno, pai?

PAI(Um silencio sem fim)

SRN

Explore posts in the same categories: Fala Doente!

Tags: , , , , , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

12 Comentários em “Contra Fatos, Não Há Argumentos”


  1. Excelente! Vou te pedir licença e copiar muitos trechos para mandar para alguns amigos vascaínos. Muito Bom mesmo. Supremos em tudo.
    SRN


  2. O texto é antigo, mas ainda sim é hilário hahuahuahuahuaa…

    Passam-se os anos e o texto cresce, afinal o Vasco não consegue ganhar da gente mesmo hahahahaa…

    SRN!


  3. Sensacional! ahuahuahauha…
    Copiei e mandei para os meus amigos vascaínos. hauahuahua


  4. pois é…

    hoje o garotinho pergunta ao pai, se o flamengo já caiu :pp

  5. Jean Says:

    Essa é um das melhores e maiores verdades da história!
    SRN!
    visite o http://www.flagol.blogger.com.br
    já coloquei seu link lá.
    Abraço!

  6. Luiz Says:

    Olá.

    Primeiramente, gostaria de te parabenizar pelo site. Muito completo, com artigos muito bem estruturados. Parabéns!

    Segundo, estou aqui para lhe propor uma espécie de parceria. Sou dono do http://www.E-Book-Gratuito.Blogspot.Com, um site de download de e-books e livros totalmente grátis.
    Temos a meta de disponibilizar uma vasta biblioteca virtual para todos que tiverem um acesso a internet.

    A parceria seria muito simples: Você adicionaria o nosso link no site de vocês (No menu lateral), e eu adicionaria o link de vocês em meu site, também no Menu Lateral.

    Me contate através de meu e-mail: ownedzao@yahoo.com

    Muito Obrigado,
    Luiz!

  7. Intercambio Says:

    Muito bom o Texto!

    Pena que foi escrito quando o Vasco ainda não tinha caído para a segundona. Senão seria mais um motivo para o filho zoar o pai…


  8. nunca é tarde para se adaptar ;p

  9. Paula Says:

    Nossa adorei esse texto, foi muito útil pra usar contra um vascaino que estava me zuando de sofredora !

  10. Michel Torres Says:

    IMPECÁVEL, até se eu fosse um Vascaíno nariz em Pé IDIOTA, teria gostado do texto!

    MEUS PARABÉNS, muito bom! MARAVILHOSO! auhauhauahauh

  11. PAULO ROBERTO Says:

    Só mesmo sendo ESCROTO E FLAMENGUISTA para escrever TANTA MERDA. O FLA tem ESCRITURA? NÃO ME FAÇA rir. Tem é um Decreto PERMITINDO o uso do terreno, mas o que transfere propriedade é ESCRITURA (coisa que o Flamengo não tem..) O FLAMENGO foi subsidiado pelo GOVERNO por anos a fio. Como é que poderia DEVER TANTO ao INSS e ainda RECEBER dinheiro de uma empresa PÚBLICA (A PETROBRAS). Os mutreteiros do Flamengo então fizeram o que? PARCELARAM a DÍVIDA em 120 MESES (isso mesmo, DEZ ANOS), tiraram uma Certidão POSITIVA DE DÉBITOS (com efeito de negativa, enquanto estavam em dia com o parcelamento), o que permitiu a renovação do contrato com a PETROBRAS e CALOTOU DE NOVO. O flamengo é a síntese da vulgaridade e imoralidade…


  12. O PRECONCEITO é algo realmente LAMENTÁVEL… se é time de negro, de analfabeto ou do raio que o parta, o que isso importa? O que vale é que a torcida chega junto e faz bonito… o que importa, é que o nosso time sozinho, tem mais vitórias que os outros três JUNTOS… e isso, vcs vão ter que ENGOLIR! PRECONCEITO, também é crime, viu? Dá cadeia!!! Tanto quanto ser ladrão…
    Se não sabem brincar, não brinquem, se não sabem ganhar com honra, não ganhem, babacas!!! Sou professora, não sou analfabeta, conheço a Europa, tenho nivel universitário, e sou FLAMENGUISTA COM MUITO ORGULHO!!!
    Aprendam bobões: “O FLAMENGO NÃO É UM TIME… É UMA RELIGIÃO!!!”
    Quem não tem argumentos, tem que agredir com preconceitos, né? E o pior, gente que se diz tão contra as diferenças… hipócritas!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: